Louremar no Facebook Louremar no Twitter
NOTÍCIAS
< Voltar
Lista atualizada do trabalho escravo mantém deputado maranhense como um dos acusados
Publicada em 06/10/2018 às 09:04:31

O Ministério do Trabalho atualizou no dia 3 deste mês de outubro, a ‘lista suja’ do trabalho escravo, o cadastro dos empregadores que submeterem os trabalhadores às condições análogas à de escravo. O deputado estadual do Maranhão, Carlinhos Florêncio continua na lista.

O nome de Florêncio foi incluído este ano e mesmo após atualizações seu nome permanece lá. O que num primeiro momento foi dado como um equívoco, se traduz agora numa preocupação uma vez que a acusação é grave. Os fiscais flagraram 9 trabalhadores submetidos ao regime de trabalho análogo ao de escravo na fazenda Tremendal, zona rural de Parnarama.

Florêncio tem enfrentado dissabores por conta da sua inclusão na lista suja. Seus adversários políticos, principalmente na cidade de Bacabal, tem usado o fato para tentar atingi-lo nacampanha eleitoral em que Florêncio tenta a reeleição. A notícia publicada em diversos sites e blogs tem sido muito compartilhada através de aplicativos de mensagens e nas redes sociais. Numa analogia com a novela Escrava Isaura, chegaram a apelida-lo de deputado Leôncio, personagem que era senhor dos escravos e interpretado pelo ator Rubens de Falco, que usava um vasto bigode tal qual Florêncio usa.

Quando o deputado maranhense foi incluído a lista continha 166 empresas autuadas. Com a atualização publicada no dia 3 de outubro esse número subiu para 209, veja aqui a lista completa.

Compartilhe Compartilhe:
Imprimir: Lista atualizada do trabalho escravo mantém deputado maranhense como um dos acusados Voltar Ir para o Topo RSS
Comentários
0 comentário
    DEIXE SEU COMENTÁRIO
    campos marcados com * so de preenchimento obrigatrio!
     
     
      Louremar no Facebook
      Estatísticas de acesso
    » Usuários on-line: 18
    » Notícias lidas hoje: 596
    » Notícias lidas ontem: 839
    » Total de Visitas: 7295043
    © Copyright 2013 - Louremar Fernandes